“Eu sou privilegiada por ensinar e dar o meu melhor para os meus alunos”

Diante das inúmeras modificações que acontecem para a melhoria da qualidade do ensino dentro das escolas, e melhorias que são implantadas a cada dia por professores, que têm a capacidade e a sensibilidade de perceber a importância de um bom ensino e um tratamento diferenciado para os alunos, o resultado vem sendo de grande valia na vida das famílias, comunidades e alunos, pois essas iniciativas fazem a diferença dentro da escola e mudando a vida de cada um.

Assim, trazem novos desafios para a educação, estabelecendo tarefas e projetos que diminuem a evasão escolar e aumenta a qualidade do ensino. De um lado, atendendo as necessidades escolares e a formação, e do outro, a mudança comportamental.  Desta forma, a escola, professor, aluno e comunidade caminham juntos.

Foi com este pensamento de melhoria, que a professora de educação física Soraya Ferreira Fernandes de Oliveira, 44, da Escola Estadual Olavo Bilac, localizada no bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus, que cuidava de pessoas há 18 anos, quando era enfermeira.

Há um ano, ela começou com o projeto Saúde, e decidiu cuidar de crianças e ministrar de forma diferenciada sua disciplina. Soraya “fugiu” completamente de sua disciplina, no qual o objetivo era mostrar que educação física não era somente jogar futebol, mas também, cuidar da saúde. Ela começou falando para os alunos que apresentaria o “Olavinho”, o esqueleto humano, foi então, que a professora mostrou formas de educar sem ter que fazer grandes esforços para isso. “O Olavinho, vem sendo peça fundamental na minha aula, apresento formas dinâmicas, mostrando a importância dos cuidados que se deve ter na alimentação, nos movimentos bruscos e no sedentarismo, e é com ele que faço essa demonstração. Meu coração transborda de alegria em perceber o desenvolvimento dos meus alunos em sala de aula, eu sou privilegiada por ensinar e dar o meu melhor para eles”, concluiu a professora Soraya Fonseca.