SEDUC promove mostra de projetos do Programa Ciência na Escola em Manaus e no interior do Amazonas

IMG_1556

Uma mostra com alguns dos projetos do Programa Ciência na Escola (PCE) foi realizada na manhã desta quinta-feira (6), no hall de galerias da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas (SEDUC/AM), no bairro Japiim 2, Zona Sul de Manaus. A ação contou com a exposição de mais de 30 projetos executados nas escolas da rede pública estadual.

A mostra também aconteceu em alguns municípios do interior do Estado que também contam com o programa, como Parintins.

IMG_1459-editadaCoordenado pelo Governo do Estado, por meio da parceria institucional firmada entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), as secretarias Estadual e Municipal de Educação (SEDUC) e (Semed) e a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), o PCE tem como objetivo contribuir para que estudantes e professores, a partir do sexto ano da educação básica de escolas públicas estaduais e municipais do Amazonas, desenvolvam projetos de pesquisa científica em suas escolas.

Durante a mostra, estudantes e professores representando todas as zonas da cidade puderam apresentar os resultados das pesquisas desenvolvidas durante o ano letivo.

O secretário de Educação do Amazonas, Gedeão Amorim, destacou a importância da parceria entre SEDUC e Fapeam para melhorar o ensino nas unidades de ensino.

“A importância é imensurável. Nós temos essa interação com a Fapeam, já tem alguns anos. Temos professores e alunos que têm se encontrado com essa possibilidade, tem melhorado as escolas, tem melhorado os indicadores do Amazonas”, disse Amorim.

Atualmente, segundo a coordenadora do PCE na SEDUC, Simara Abrantes, 400 projetos estão sendo desenvolvidos nas escolas da rede estadual.

“É apenas uma mostra. Temos 400 projetos sendo desenvolvidos em todo o Estado, então é importante sempre fazer sempre essa mostra, porque a ciência exige isso. Você pesquisa, executa a sua pesquisa e depois você tem que divulgar. Fazendo essa mostra estamos divulgando o Programa Ciência na Escola”, informou.

Projetos de destaque

IMG_1461-editadaDentre os projetos apresentados durante a mostra estava o trabalho desenvolvido pela Escola Estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista. Coordenado pelo professor de Artes Francisco Costa, o projeto foi desenvolvido com estudantes do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental.

“O projeto visa explicitar a questão da informação integral, que não é só aluno passar oito horas sentado na sala de aula e sim trabalhar vários aspectos do ensino. A questão do origami, por exemplo, trabalha vários aspectos como a concentração, simetria e isso tem haver com a energia sinestésica”, explicou o professor.

Outro projeto trazido para a mostra foi a ideia criada pelo professor de Geografia, Gabriel Sousa, na Escola Estadual Irmã Gabrielle Cogels.

O aluno do 2º ano do Ensino Médio da escola, Marcos Vinícius Pereira, de 16 anos, participou do projeto e falou sobre a importância do programa para a sua formação.

“Através desses projetos nós conseguimos conhecimentos em várias área, que normalmente não seriam trabalhadas. Então é importante para incentivar os alunos a buscarem mais conhecimento”, afirmou o jovem.