Ouvidoria da Seduc-AM abre canais para ouvir demandas do interior

PAS_8065

Ouvir demandas e solucionar as questões para a melhoria dos serviços prestados pela Rede Estadual de Ensino do Amazonas. Estes são os objetivos da Ouvidoria da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc-AM), que apresenta nesta quinta-feira  (7/2) mais dois canais para atendimento, especialmente voltado para o interior: o whatsapp e o sms.

As novidades para melhoria do serviço da Ouvidoria tanto na capital quanto no interior foram apresentadas pelo Ouvidor da Seduc-AM, Erick Nogueira. Além do ouvidoria@seduc.net e da fanpage (https://www.facebook.com/seduc.amazonas/), o telefone (92) 99529-9400 está em funcionamento para receber ligações, mensagens de texto e por aplicativo de comunicação.

PAS_8055

“Estamos ampliando para o cidadão interiorano a possibilidade de registrar seu manifesto via whatsap e sms (desde que contenha as informações necessárias para registro no sistema), além do registro via site: www.educacao.am.gov.br/ouvidoriae presencialmente. Nossa finalidade é alcançar todos os municípios e resolver as questões que serão apresentadas”, assinalou Nogueira.

Outra forma de fazer chegar a Ouvidoria para todo o Amazonas é o material de divulgação impresso. A partir deste mês, serão enviados folderes, cartazes e outros itens para que sejam fixados nas escolas e distribuídos nas instituições de ensino para os servidores.

“Qualquer pessoa física (individual ou coletiva) ou jurídica pode registrar manifesto, de modo identificado, sigiloso ou anônimo. A partir da segunda quinzena de fevereiro, iniciaremos visitas todas as escolas e coordenadorias na capital e em nosso planejamento também estão previstas visitas a municípios no interior do estado”, completou o Ouvidor.

Relatório 2018 – A Ouvidoria da Seduc-AM apresentou o relatório anual de seus trabalhos realizados do ano passado: 98% das demandas foram atendidas. Os 2% restantes são manifestos que ainda estão dentro do prazo (30 dias, prorrogáveis por mais 30, dependendo da problemática) para resposta ao cidadão manifestante.

Em 2018, foram 1252 manifestos ao todo (entre questões advindas da capital e do interior), sendo 880 pelo site. Entretanto, Nogueira informou que houve mais atendimentos presenciais, sendo situações de resolução rápida e que não precisaram de registro.

As manifestações de forma identificada (716) corresponderam a 57% das recebidas; de forma anônima, foram 340 (ou 27%) e a sigilosa totalizou 16% (195 questões). “A fanpage da Ouvidoria também é um canal de comunicação, onde informaremos nossas atividades, além de ser mais um instrumento de diálogo com o cidadão, dando orientações de como realizar o registro das manifestações”, salientou.