Ouvidoria da Seduc-AM inicia trabalho nas escolas de Manaus

PAS_1980

A Ouvidoria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) iniciou, nesta terça-feira (9/4), o roteiro de visitas às escolas estaduais de Manaus. O objetivo é explicar ao corpo docente e discente quais os serviços realizados pelo setor. Além disso, o contato direto com as equipes ajuda ampliar os canais de comunicação com a sociedade, que hoje é feito pelo E-Ouv (Sistema de Recebimento de Manifestos) ou E-Sic (Serviço de Informação ao Cidadão).

PAS_2078

A presença da Ouvidoria nas escolas e coordenadorias é uma das determinações do secretário Luiz Castro, que pretende fortalecer o serviço. “Acredito que a ouvidoria precisa ser eficiente para que possamos dar um retorno a quem precisa do serviço público”, explicou.

 As visitas começaram no Centro Educacional de Tempo Integral (CETI) Garcitylzo do Lago e Silva, na Comunidade Parque Riachuelo, bairro Tarumã, zona Oeste. Ouvidor da Seduc-AM, o professor Erick Nogueira explicou aos alunos e professores o que é o setor e quais trabalhos ele realiza.

“O papel da Ouvidoria é receber a demanda, orientar e encaminhar para os setores competentes. Cada manifesto que chega é tratado com responsabilidade e cuidado, cumprindo com as determinações da nova gestão, que é de sempre buscar garantir o pleno direito dos usuários”, assinalou Nogueira.

Cartazes e folders contendo informações de como entrar em contato direto com o setor e realizar o manifesto – em forma de denúncia, reclamação, solicitação, sugestão e elogio (pública, secreta ou anônima) – foram entregues no CETI e serão também colocados nas próximas escolas a serem visitadas.

Inédito – A gestora da escola, Oceania Rodrigues Dutra, é servidora pública há 39 anos e gestora escolar pela terceira vez. Ela conta que foi Coordenadora Distrital por sete anos, secretária executiva adjunta pedagógica e secretária executiva adjunta do Interior e ainda não havia recebido uma equipe da Ouvidoria preocupada em conversar com a comunidade escolar.

Estudante do 9º ano, Nadson Raniew Lima, 14 anos, contou não saber do trabalho da Ouvidoria até entender o funcionamento do setor com a equipe que visitou a escola. “Conhecemos agora, que vieram explicar em sala de aula. Achei um trabalho importante, porque quando acontecer um problema, teremos alguém para nos ouvir e falar por nós”, afirmou.

Cronograma – A Ouvidoria visitará, nesta primeira semana, as instituições de ensino que formam a Coordenadoria Distrital de Educação 7 (CDE 07), localizadas na Zona Leste e Oeste de Manaus, e seguem cronograma diário (nos horários matutino e vespertino).

“Nossa equipe está dividida entre a sede da Seduc-AM e o trabalho de divulgação nas escolas. Na próxima semana, a comunicação acontece nas instituições de ensino da CDE 01, na Zona Sul. Passaremos oito semanas difundindo os trabalhos, visitando todas as instituições de ensino da rede pública na capital”, afirmou o ouvidor.

Números – A Ouvidoria da Seduc-AM recebeu mais de 400 manifestos no 1º trimestre de 2019 (no período de 2 de janeiro a 31 de março). Foram 430 demandas, entre reclamações, solicitações, denúncias, informações, elogios e sugestões. Deste total, mais de 60% já foram respondidas e encerradas, enquanto o restante cumpre o prazo legal (30 dias) para que sejam respondidos.

A Ouvidoria também é responsável pelo sistema E-Sic, que atende pedidos de acesso à informação. No primeiro trimestre, foram realizadas 13 solicitações, sendo 100% atendidas.

Contatos – Os manifestos podem ser registrados por meio do endereço eletrônico www.educacao.am.gov.br/ouvidoria ou pelo email ouvidoria@seduc.net. Pedidos de Acesso à Informação podem ser feitos pelo www.acessoainformacao.am.gov.br. O atendimento ao público acontece de forma presencial na avenida Waldomiro Lustosa, 250, Japiim 2, ou por meio do telefone/whatsap (92) 99529-9400.

FOTOS: Cleudilon Passarinho / Seduc-AM