Base Nacional Comum Curricular

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) criou esse espaço para a divulgação de conteúdo voltado para a Base Nacional Comum Curricular no Amazonas. Nos links abaixo podem ser encontradas informações sobre o tema.

Acesse: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/

https://www.facebook.com/seduc.amazonas/photos/a.137320359799755.1073741826.137314049800386/802564879941963/?type=3&theater

http://movimentopelabase.org.br

http://www.facebook.com/seduc.amazonas/videos/748811601983958/

https://undime.org.br/noticia/17-01-2018-10-25-experiencia-do-ceara-na-cooperacao-com-os-municipios-e-referencia-para-implantacao-da-bncc-no-pais

Base Nacional Comum Curricular (BNCC) no Amazonas

Com aprovação do Conselho Nacional de Educação (CNE), a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental, que já foi homologada pelo Ministério da Educação (MEC) dia 21 de dezembro de 2017, segue a implementação nos Estados  junto às instituições públicas e privadas tanto da Educação Básica como do Ensino Superior, por meio de planejamento e organização.
A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) organizou comissões de implementação interna como externa, que agrega instituições como a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), universidades públicas e privadas, conselhos estadual e municipal.
A assinatura do termo de regime e colaboração entre a SEDUC e a Undime, um trabalho em parceria entre a rede estadual e as prefeituras municipais, deve ser feito para o processo de implementação da BNCC nos próximos anos.
O gerente do Ensino Médico da SEDUC, professor Antônio Menezes, destaca o andamento da implementação da BNCC. “O processo é de médio a longo prazo porque necessita de um tempo e todo um conjunto de ações, com imenso esforço das redes de ensino, como formação dos educadores e dos recursos didáticos”, explica.

Dentro das ações que a SEDUC busca tomar, é a inclusão na jornada pedagógica dos professores com a discussão da BNCC em busca de preparar gestores, pedagogos e professores no entendimento da estrutura da base, de que forma vão aplicar na prática pedagógica, nas avaliações, pelo fato da base servir como elaboração curricular das redes de educação básica.
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) define os conhecimentos essenciais que todos os alunos da Educação Básica têm o direito de aprender, em qualquer lugar do País, ela é obrigatório para todas as escolas públicas e privadas, também abre espaços específicos para conteúdos locais, sendo uma política de Estado, não governamental.

“Professor, a BNCC pode ajudar o planejamento das aulas e o acompanhamento de aprendizagem”.

“A BNCC prevê o desenvolvimento integral dos alunos para formar cidadãos capazes de realizar seus projetos de vida”.

“A BNCC vai orientar os currículos das redes de todo país. Participe das discussões na sua cidade e estado”.

 

 

 

Pontos principais do parecer sobre a Base Nacional Comum

 

  1. Os relatores apresentaram seu parecer e votaram a favor da homologação da Base Nacional Comum.

 

  1. O texto da Base traz muitas melhorias, especialmente em educação infantil, alfabetização, língua portuguesa e na incorporação de tecnologias.

 

  1. Em relação ao importante debate em torno das questões de gênero, o CNE se comprometeu a tratar separadamente, construindo uma resolução orientando as escolas sobre como lidar com esse tema. O mesmo vale para Ensino Religioso.

 

  1. O parecer estabelece que imediatamente o MEC deve alinhar à Base todo o processo de compra dos livros didáticos e iniciar a construção de uma nova matriz de avaliação alinhada à estes objetivos de aprendizagem.

 

  1. O parecer recomenda implementação a partir de 2019 e coloca prazo máximo de janeiro de 2020 para que todas as escolas brasileiras comecem a implementá-la. (Os conselheiros têm conhecimento de todo o trabalho que vem sendo realizado pelos estados e municípios, e dos esforços do Consed e da Undime nessa frente)

 

  1. O parecer inclui previsão de uma revisão da Base, cinco anos após sua implementação.

 

 

A BNCC é homologada

 

Publicado em: 19-12-2017:

CNE aprova a Base Nacional Comum Curricular e será homologada pelo MEC