Governo do Amazonas leva “caravana de formação’ a profissionais da Educação do município de Tefé

9

O município de Tefé foi o primeiro do Amazonas a receber, nestas quinta e sexta-feira (19 e 20/08), as “caravanas de formação” do “Trilhas do Saber”, do Governo do Estado. O projeto, um dos 13 que compõem o programa Educa+Amazonas, ofertará, de forma presencial, oficinas, minicursos e palestras aos profissionais docentes, não docentes e equipe gestora das redes estadual e municipais de Educação, em todo o estado, a fim de possibilitar momentos reflexivos e formativos.

As atividades iniciaram na manhã desta quinta-feira, divididas entre as escolas estaduais Gilberto Mestrinho e Corintho Borges Façanha, e seguirão até o fim da tarde de sexta-feira. Ao todo, o “Trilhas do Saber”, edição Tefé, conta com mais de 60 ações formativas, planejadas e organizadas pelo Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan), da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

O secretário executivo adjunto Pedagógico, professor Raimundo Barradas, acompanhou o primeiro dia de atividades do “Trilhas do Saber”, em Tefé. De acordo com ele, o projeto é, sobretudo, um caminho de formação para os educadores de todo o estado. “O ‘Trilhas do Saber’ é uma retomada dessa formação face a face, a esse fazer com o professor, aprender fazendo e fazer aprendendo”, afirmou Raimundo Barradas.

Diretora do Cepan, a professora Ana Lucena destacou a importância do projeto, tendo em vista o retorno às atividades presenciais. “É um momento importante de discussão, reflexão e de mudanças, também. De mudança de práticas para esse novo contexto, para esse novo momento, em que estamos retomando as atividades presenciais, seguindo todos os protocolos e cumprindo com todos os cuidados”, reforçou Ana Lucena.

Aprendizado –  Técnico administrativo da Escola Municipal Professor Luzivaldo Castro dos Santos, Alessandro Mendes foi um dos participantes do “Trilhas do Saber”, em Tefé. Ele assistiu ao minicurso “Segurança no ambiente escolar”, na Escola Estadual Gilberto Mestrinho.

“Gostei bastante, foi muito comunicativo, aprendi muitas coisas e tirei bastante dúvidas. Também, muita gente veio para tentar ‘incrementar’ o currículo, porque ajuda bastante. As informações foram bem sólidas, como o respeito, segurança e prevenção de vários tipos”, elogiou o técnico administrativo.

Para a professora de Matemática Simone Elizabeth Félix, da Escola Estadual Frei André, o projeto é essencial, pois apresenta metodologias diferenciadas para serem utilizadas em sala de aula. “Temos que estar inseridos nesse contexto de nativos digitais. Então, por um lado, ele [o Trilhas] procura nos mostrar como pode se trabalhar e isso é muito importante, porque temos que ter uma equidade na Educação, onde há uma tremenda desigualdade no nível social”, concluiu a professora.

Palestra – Durante a abertura do “Trilhas do Saber”, a professora Antônia Campos, da Secretaria de Educação, ministrou a palestra “As transformações na Educação no pós-pandemia”.

“Transformações na Educação começam na formação do professor e de toda a comunidade escolar. Do porteiro a todas as pessoas, todos, dentro da escola, são educadores, desde o recebimento do aluno no portão [da escola], tudo isso faz parte da educação do estudante”, defendeu Antônia Campos.

FOTOS: Eduardo Cavalcante e Drance Jezus/Seduc-AM